Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Novembro azul: Doenças que mais atingem os Homens




A cada três pessoas adultas que morrem, duas são homens. Quando comparado com as mulheres, o tempo de vida masculino é quase 8 vezes menor.

Doenças isquêmicas do coração, moléstias cardiovasculares, excesso de peso, câncer, pneumonias, cirrose estão entre as principais causas de mortes de homens que deixam médicos e demais profissionais da área extremamente preocupados.

Separamos pra você uma lista com as  Doenças mais comuns entre os homens.

Obesidade Masculina:

Segundo o MS, no últimos cinco anos, o percentual de homens com obesidade nas principais capitais brasileiras cresceu, passando de 11,4%, em 2006, para 14,4%, em 2010. A obesidade está ligada a vários fatores: sociais, comportamentais, ambientais, culturais, psicológicos, metabólicos e genéticos. Mas as principais causas são a adoção de um estilo de vida sedentário, e dietas ricas em açúcar e gorduras, e pobres em frutas, verduras, legumes e grãos.
O indivíduo obeso fica vulnerável a uma série de complicações, entre elas, o diabetes tipo 2, as doenças relacionadas com o aumento de gordura no sangue (como as cardiovasculares, que incluem o infarto do miocárdio), a hipertensão arterial, a gota, apneia do sono e a infertilidade.

Disfunção Erétil:
hghg Novembro azul: Doenças que mais atingem os Homens

Saúde e função sexual são partes importantes de um estilo de vida saudável.
A capacidade de participar de relações sexuais depende do cérebro, hormônios, nervos e vasos
sanguíneos que alimentam o pênis.
Uma variedade de mecanismos e ciclos de feedback precisam trabalhar para que uma ereção ocorra.
Existem inúmeras causas de disfunção erétil (disfunção erétil, impotência),
como diabetes,doença vascular periférica,lesão medular,esclerose múltipla entre outros.




Cálculo renal:

Não são conhecidas estatísticas sobre a realidade em específico, mas sabe-se que, na Europa Ocidental.a prevalecia do calculo renal varia de 8% a 19% nos homens e de 3 a 5% nas mulheres — o que significa um Lácio homem/mulher que pode chegar aos 2,5 casos masculinos por cada mulher afetada.A incidência depende da região geográfica, do clima, da etnia, da dieta e de fatores genéticos. No entanto, e mais uma vez, verifica-se que as diferenças de gênero se atenuam nas faixas etárias após os 50 anos.

Cirrose:

Hepatite e alcoolismo crônico são causas frequentes. Os danos no fígado causados pela cirrose não podem ser revertidos, mas é possível limitar outros danos.
Inicialmente, os pacientes podem sentir cansaço e fraqueza e sofrer perda de peso. Em estágios posteriores, podem desenvolver icterícia (amarelamento da pele), sangramento gastrointestinal, inchaço abdominal e confusão mental.
Os tratamentos são focados nas causas subjacentes. Em casos avançados, pode ser necessário um transplante de fígado.

Andropausa:

É a queda dos níveis de testosterona no sangue, que ocorre entre 40 e 50 anos. A andropausa está relacionada com uma diminuição da capacidade sexual.
Alguns sintomas decorrentes dessa doença são depressão, nervosismo e irritabilidade, dificuldade para dormir, fadiga, ansiedade, dores e calvície.

Doenças cardiovasculares:

Essas doenças podem estar ligadas a fatores genéticos, mas geralmente as causas estão relacionadas à falta de cuidado com a saúde, ao consumo excessivo de alimentos industrializados, à falta de atividade física, ao fumo e ao alcoolismo.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.