Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Duas dicas caseiras para curar sarna de cachorro




A Sarna ou escabiose é uma doença de pele contagiosa que provoca muita coceira, causada por um ácaro minúsculo. Quando nossos bichinhos pegam essas doenças é de cortar o coração, pois eles se coçam muito e pode ocorrer até feridas. Mas nós separamos duas técnicas infalíveis caseiras e muito usadas para ajudar na cura dos nossos bichinhos.

Antes vamos tirar umas duvidas rápidas, que encontramos na internet a fora.

Como a sarna é transmitida, ela passa para o ser humano?

A sarna é facilmente transmitida pelo contato. Sendo assim, quando seu cãozinho está  com sarna, e você entra contato direto com a pele contaminada, paninhos ou bichinhos, pode sim se contaminar.

A sarna do canina é a mesma do ser humano?

Não! A sarna humana é uma doença de pele causada pelo ácaro Sarcoptes Scabiei hominis, não é transmitida do homem para o cão. Já a tipo canis (existem variedades), pode ser transmitida de cães para pessoas.

A sarna de cão pega em gato?

Existem vários tipos de sarna animal, algumas são transmitidas de uma espécie para outra. Agora, se você tem mais de um animalzinho de estimação é melhor ir até o veterinário para mais informações.




sarna-300x200 Duas dicas caseiras para curar sarna de cachorro

Receitas caseiras para “curar” a Sarna

Bom agora que falamos sobre as duvidas que mais vimos por ai, vamos falar das Receitinhas! Mas sempre bom lembrar, nós não sabemos identificar qual tipo de sarna é curada com essas receitas, mas são eficazes em quase todos os casos.

Mas se você notar que não teve melhora, ressaltamos que é muito importante levar ao veterinário. As receitas abaixo não causam problemas aos cãezinhos, se feitas da forma correta.

Enxofre e óleo de cozinha

Você irá precisar de um pacote de enxofre em pó (você encontra em qualquer farmácia ou agropecuária ) e óleo de cozinha ou óleo de amêndoas crú, nunca usado. Existe mais dois óleos que você pode usar,  óleo de andiroba e óleo de coco original.

Como fazer: Misture um pacote de enxofre em pó com óleo de cozinha ou óleo de amêndoas. Vá adicionando o óleo até dar uma consistência cremosa, não deixe engrossar muito, isso facilitará a aplicação.

Aplique em todo o corpo do cãozinho, deixe agir no mínimo 24 h, lave seu cãozinho normalmente, com shampoo pra cachorro. Se vc achar necessário pode repetir depois de uma semana, mas geralmente não é necessário.

Não tem problema o cãozinho lamber, e é até recomendado dar uma colherzinha da mistura pra ele, ou colocar na ração.

Óleo de motor queimado

Bom essa técnica era muito usada em antigamente, você só precisa ir até um mecânico, e pedir ou comprar óleo de motor queimado. Como assim queimado, é o óleo que foi trocado de qualquer veiculo.

Você aplica o óleo no cãozinho e deixa agir por algumas horas, depois lava ele normalmente. Repita isso umas três vezes na semana. Geralmente funciona, e como falamos se não funcionar, leve seu animalzinho ao veterinário.



Como evitar que volte

Outro método que funciona e além de hidratar bem os pelos do seu cãozinho, vai ajudar a prevenir, é a babosa. Sim, a mesma que as mulheres usam. Muito fácil de fazer, você só precisa cortar a folha de babosa ao meio. Bata no liquidificador, para ficar mais fácil de aplicar. Passe na pele do cãozinho deixar agir por uma hora e dar um banho normalmente. Fique atento sempre a reações alérgicas.

Observação

Quando aplicar qualquer um dos dois métodos cuidado com partes intimas, ouvidos e olhos do bichinho. Limpe o quintal com creolina e butox assim que limpar seu cãozinho.

É isso pessoal, e antes de julgar qualquer um que esses métodos mais baratos, entenda que nem todos podem gastar fortunas com veterinário. Mas muita gente precisa deles para companhia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.